Associados
Tamanho da fonte: 1 2 3
10/01/2018 - 19:00:33

Instituto Dragão do Mar lança programa de criação de conteúdo musical e distribuição digital

SINDIEVENTOS-CE

O novo programa Porto Dragão Sessions vai selecionar dez bandas e artistas para gravação de vinte clipes ao vivo e vinte faixas mixadas. As inscrições vão de 8 a 19 de janeiro de 2018

Projeto do Instituto Dragão do Mar (IDM), o Porto Dragão do Mar entra, em 2018, numa nova fase no processo de agenciamento da produção artística cearense, com o lançamento do Porto Dragão Sessions. Trata-se de um programa que tem por objetivo criar conteúdo em música e depois distribuí-lo em plataformas digitais, com o intuito de fomentar a produção artística musical do Ceará. Para esta primeira edição do programa, serão selecionadas dez bandas profissionais e artistas - cearenses ou residentes no Estado - por meio de um convocatória online. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas de 8 a 19 de janeiro de 2018, no site www.dragaodomar.org.br.

Para registrar, difundir e distribuir a produção musical cearense, o Porto Dragão Sessions vai produzir junto aos selecionados cinco tipos conteúdos: uma coletânea da Nova Música Cearense, com 20 faixas, para difusão e distribuição em meio digital; um programa para veiculação numa emissora televisiva e canais na web; dois videoclipes ao vivo de cada banda/artista selecionado; duas faixas mixadas e masterizada, de cada banda/artista selecionado; e uma playlist com bandas/artistas selecionados para difusão em plataformas digitais. O resultado das inscrições será divulgado no dia 24 de janeiro, no site e nas redes sociais do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, e a execução se dará de 29 do mesmo mês a 2 de fevereiro.

As bandas e artistas do Porto Dragão Sessions serão selecionados por uma curadoria composta por seis membros de fora do Estado convidados pelo Instituto Dragão do Mar. Integram a comissão de curadores: Alexandre Matias (curador de música do Centro Cultural São Paulo e do Centro da Terra, do ciclo de debates Spotify Talks, colunista da revista Caros Amigos e produtor da festa Noites Trabalho Sujo); Pena Schimit (produtor musical, foi diretor de palco e diretor técnico do Free Jazz Festival e outros festivais nacionais e internacionais, foi executivo e diretor de gravadoras, como a Warner Music); Fabiana Batistela (diretora-geral da Semana Internacional de Música de São Paulo, diretora da Inker Agência Cultural, uma agência de comunicação e projetos focada em música e artes); Artur Fritzgibbon (diretor-geral na empresa ONErpm e ex-diretor executivo da Kuarup Discos); Daniel Ganja Man (produtor musical, engenheiro de áudio e músico, já atuou na produção, gravação, mixagem e direção musical de diversos discos e artistas como Criolo, Nação Zumbi, Otto e Planet Hemp); e Roberta Martinelli (formada em teatro, rádio e TV, apresentadora do programa Cultura Livre, na TV Cultura, e do Som a Pino, da Rádio Eldorado (FM 107,3 - SP), e colunista do Caderno 2, do jornal O Estado de S.Paulo).

Porto Dragão do Mar

O projeto Porto Dragão do Mar foi lançado em agosto de 2017 pelo Instituto Dragão do Mar, com o objetivo principal de fazer circular a vasta produção artística do Ceará, em diversas linguagens, dentro do próprio estado e também nacional e internacionalmente. "Esses processos já têm se concretizado com os shows de artistas fortalezenses em Sobral, no segundo semestre do ano passado; e agora com os de Sobral aqui, ao longo da programação das Férias no Dragão 2018. Também é resultado desse agenciamento promovido pelo Porto Dragão o show dos Selvagens à Procura de Lei, no Festival Se Rasgum, em Belém, em novembro; e da cantora Soledad, no Festival Coquetel Molotov, em Recife, em outubro", enumera João Wilson Damasceno, diretor de Ação Cultural do IDM.

Ao longo do ano, ainda serão negociadas apresentações em centros culturais, festivais e mostras, inicialmente, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais e ainda na cidade norte-americana de Nova York, nos EUA. Nesta etapa inicial do projeto, a circulação tem sido feita com artistas que desenvolveram projetos no Laboratório de Criação do Porto Iracema das Artes, escola de formação e criação artística do Instituto Dragão do Mar; e ainda cantores e bandas que participaram da última edição do Conexões Maloca, mercado de negócios da Maloca Dragão.

Segundo o presidente do Instituto Dragão do Mar, Paulo Linhares, o Porto Dragão do Mar tem o intuito de desenvolver as cadeias de setores criativos como a música, as artes visuais e o audiovisual. Num primeiro momento, as ações do projeto se concentram na música, por ser uma das cadeias criativas de maior impacto na economia do Ceará. É o braço Porto Dragão Música, cujo objetivo geral é estimular e incrementar a produção musical cearense e a economia que se organiza em torno desse campo artístico, através da indução de investimentos públicos e também da articulação de parcerias privadas.

"O Porto Dragão Música vai ofertar um conjunto de serviços de conhecimentos diversos e complementares, além de processos de capacitação e tecnologias para artistas, produtores, empreendedores, cooperativas, associações e empresas que atuam no campo musical. É uma verdadeira agência de desenvolvimento que vai proporcionar o apoio necessário para a transformação e promoção destas iniciativas", define Linhares.

SERVIÇO

Convocatória para o Porto Dragão Sessions
Inscrições: www.dragaodomar.org.br
Período de inscrições: de 8 a 19 de janeiro de 2018
Divulgação do resultado: 24 de janeiro de 2018
Execução do programa: 29 de janeiro a 2 de fevereiro de 2018
Todo o processo é gratuito
Especificações e requisitos para participar da seleção estarão no www.dragaodomar.org.br, no dia de abertura das inscrições.

(Fonte: Luar Maria Brandão - Assessoria de Comunicação do Instituto Dragão do Mar - site : Governo do Estado CE)

 

 


Comentários





Document